Cuidados com as patinhas de seu melhor amigo

As patas dos cães não despertam muito interesse em seus donos, nas está na hora de sabermos realmente a sua importância.patas
Existem variações de patas: grandes, pequenas, compridas, largas e delicadas, sendo que cada raça traz algumas características específicas.

Os coxins, são as famosas almofadas das patas dos cães e elas são compostas principalmente de tecido adiposo ou seja, gorduroso, deixando elas protegidas do frio e do calor. Entretanto, ainda sim, é possível que as patas dos cães sofram queimaduras, podendo formar até bolhas quando andam por superfícies quentes durante os dias de sol. Elas podem sofre também com irritações ao entrar em contato com produtos químicos.

As patas também possuem glândulas sudoríparas criando suor função importante para regular a temperatura do corpo. Além disso, maior parte do peso do corpo são colocadas nos dedos.

Sabe aquela unha que fica mais afastada das demais nas patas dos cães? Estudiosos acreditam que seja remanescente do que seria um dedo polegar. Porém, nem todos os cães tem essa unha. Atualmente, os cães costumam usar esse “dedo” para segurar brinquedos ou petiscos.

Algumas raças de cachorro que foram criadas para suportar o frio, como São Bernardo e Terra Nova, têm patas largas e grandes para ter uma maior aderência na neve.

E algumas raças como Dobermpatas-do-cachorroan e Greyhound, têm “pés de gato”, que são menores e mais “arqueados”. Isso faz com que se destaquem pela resistência e velocidade, porque suas patas são leves.

Nadadores como Labrador e Golden Retriever, têm pés palmados.

Atenção caso seu cachorro tem a mania de morder ou lamber excessivamente as próprias patas, pode ser um sinal de ansiedade. É preciso ter cuidado e leva-lo ao veterinário caso encontre ferimentos.

 

Att.

Equipe Qualvet

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *