Aprenda a entender o que o seu pet quer dizer!

Nossos animais de estimação não sabem falar, é claro. Mas como entender o que eles querem dizer? Certamente eles dão sinais aos donos e, se você tem um animal, sabe identificar pelo menos alguns dos sinais e comportamentos do seu pet, imagino.
Entender esses sinais muitas vezes pode dizer a você que ele está em necessidade, que está sentindo alguma dor ou que precisa de algo. A forma deles “falarem” isso é através da linguagem corporal, de gestos que ele transmite ao dono.
Essa linguagem corporal animal tem sido cada vez mais estudada, principalmente nos casos de cachorro e gato, animais que mais comumente as pessoas têm em casa. É por isso que iremos ensiná-lo hoje como identificar os principais desses sinais. Muitas vezes você poderá se surpreender com o que o seu bichinho de estimação está querendo dizer.

Como entender a linguagem corporal

Em primeiro lugar, precisamos deixar algo bem claro. O sinal que o seu pet está passando a você deve ser interpretado de acordo com o ambiente e a situação em que ele se encontra. Por exemplo, ele tem alguma doença? Ele é um animal idoso? Tem alguma necessidade especial?
Além disso, com essas técnicas você poderá até mesmo identificar se tem um animal dominante ou submisso em casa. É normal também que olhem de lado alguém antes de morder, por exemplo. São vários os comportamentos que podem ser identificados facilmente, sem precisar que você tenha conhecimentos profundos de medicina veterinária.
Para isso você deve ficar atento aos sinais básicos. Eles são transmitidos pelo rabo, pelos olhos, pela posição das orelhas, pela língua e pelos movimentos do corpo. Tudo isso combinado representa algo diferente, de acordo com o comportamento e com a situação.
A lambida de um gato, por exemplo, pode ter a finalidade de curar uma ferida ou de agradar, entre outras. Um cão, quando faz isso, pode estar também apenas adorando o seu dono, como também pode estar com fome e apenas querendo sentir o gostinho salgado da pele.

Sinais mais comuns de comportamento

Tudo bem, até este ponto já entendemos que tudo varia conforme o ambiente. Pode ser que o comportamento sugira que você deve procurar um veterinário com urgência, ou apenas que você pegue a bolinha e vá brincar. Vamos aos principais comportamentos:

Chamando para brincadeira

Quando ele carrega até você um objeto e entrega, pode ser que ele está querendo se vangloriar e dar um presente. Seu gato já trouxe um inseto para você? É exatamente por isso.
Outro motivo, que é mais comum com cães, é simplesmente o de brincar. Esse é basicamente um convite que ele está dando – e que pode ser muito insistente para que você aceite. Eles necessitam para se exercitar e para se divertir. Dê atenção ao seu pet. Use todos aqueles produtos para pets que você comprou para ele e que ele adora!

Colocando a língua para fora

Esse sinal provavelmente todo mundo já conhece, principalmente no caso dos cães. Não precisa ser um veterinário para saber que provavelmente ele está sentindo calor. No entanto, o motivo pode ser outro. Se o seu animal está fazendo isto em temperaturas mais amenas e você não entende o motivo, pode ser que ele esteja estressado ou com outro problema. Tente arrumar a sua rotina. Se não resolver o problema, procure uma clínica veterinária.

Manter o corpo rígido

Quando o animal faz isso, não é um bom sinal. Ele está querendo demonstrar que há algo de errado. Pode ser, por exemplo, que ele esteja se preparando para atacar alguém de quem não goste. Por isso, tente acalmá-lo e trocar a situação. Alguns podem fazer isso antes do banho, por não gostarem. Se for persistente, busque uma veterinária e, possivelmente, um adestramento.

Demonstrando confiança

Quando ele fica de barriga para cima, significa que ele confia no dono. As vísceras, que são as partes mais desprotegidas do corpo dele, estão à mostra.

Comportamento de medo

As situações de medo também são de fácil identificação. Elas podem acontecer porque há algo errado com o pet ou porque ele está sofrendo com alguma coisa. Preste atenção nos sinais que ele dá. Veja se o seu bichinho de estimação está acuado, com o corpo encurvado, a cabeça mais baixa e o rabo encolhido entre as pernas. Principalmente se estão deitados, escondidos em algum lugar.
Com a identificação desses comportamentos, será fácil identificar se há algo de errado com o seu companheiro ou não. Para deixá-lo mais calmo há até mesmo aplicativo pet com músicas relaxantes, que realmente funcionam.
Pode ser útil, no caso de cão, contratar um dog walker para levá-lo para desestressar na rua, se você não tiver tempo. São várias as medidas que você pode adotar para melhorar a qualidade de vida do seu companheiro.

Att,

Equipe Qualvet

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *